Taís Mahalem
Postado dia 17/12/2021
19:49

Dicas de como garantir a segurança na sua viagem

Família com mascara em aeroporto

Viajar é seguro. Perigoso é não reduzir os riscos com essas dicas.

Especialista em segurança e viagem reúne dicas práticas para viajar reduzindo riscos

Finalmente, com vacinação e passaportes digitais de saúde circulando, pode-se ansiar por novas viagens! Mas, se há a intenção de viajar neste verão, há algumas recomendações para garantir o cuidado com, principalmente, a saúde dos viajantes.

Por isso, chamamos nossa Diretora de Operações, Juçara Serrano, experiente no ramo há mais de 15 anos e responsável pela área de Assistência 24 Horas ao viajante da Coris, traz dicas para viajar reduzindo riscos: “As recomendações ainda são as mesmas: uso de máscara, higienização, distanciamento e evitar aglomerações. Mas seguem outras maneiras de reduzir os riscos de exposição ao vírus: ”

  • Checar regras: os brasileiros não têm autorização para entrar em todos países ao redor do mundo. Este mapa da Iata mostra a situação das fronteiras e restrições de viagens de todos os países do mundo. Inclusive, os próprios governos locais recomendam a consulta ao site da Iata.
  • Mudança de planos: Como a situação de cada país ou região pode mudar a qualquer momento, é recomendado um roteiro de viagem que permita alterações na programação, sobretudo cancelamentos sem custos para o turista.
  • Como “turistar” em lugares fechados: Nos casos de atrações em locais fechados, recomenda-se consultar antecipadamente os dias e horários com menor movimento de visitantes. Sites de busca como o Google costumam trazer um gráfico com informações como as horas do dia com pico de visitação.
  • Dar preferência para o digital: Check-in, etiquetagem de malas, vistos eletrônicos e outros serviços online podem ser grandes aliados na hora de evitar aglomerações desnecessárias. A indicação é dar preferência a pagamentos por meios eletrônicos ou digitais, evitando manusear papel-moeda, e abusar dos totens de autoatendimento, sobretudo em hotéis e aeroportos.

  • Ter com quem contar: Tomada a decisão de viajar, não se deve cogitar fazê-lo sem um seguro viagem completo. Mesmo com todos os cuidados médicos, problemas podem acontecer, colocando em risco a saúde dos viajantes, por isso, ter um seguro viagem é altamente indicado. Se for necessário um médico para um caso de emergência, o viajante terá com quem contar. Ademais, o seguro viagem é ainda mais abrangente. Ele pode auxiliar em casos de cancelamento de voos, perda de bagagem, extravio de documentos, entre outros.

E, diferente do que muita gente pensa, não é somente para os destinos internacionais, quem viaja dentro do Brasil também pode contar com essa facilidade. Em muitos países, inclusive, a emissão de um seguro viagem é obrigatório, alerta Juçara: “Além de obrigatório, cada vez mais, estão sendo exigidos requisitos mínimos na contratação do seguro em inúmeros destinos.

Diante disso, é importante contratar um seguro viagem completo, como os planos que oferecemos na Coris, que contam com cobertura para COVID-19 até para melhor idade, esportes, doenças preexistentes e uma cobertura que vai até 1 milhão na moeda internacional. ”. Segundo Juçara, a Coris é a única com Central de Atendimento própria no Brasil e garante atendimento 24 horas por telefone, WhatsApp, aplicativo, chat ou e-mail. Com 100% dos atendentes brasileiros, elimina qualquer problema com idioma e os viajantes contam com uma extensa rede de prestadores de serviços médicos no mundo todo. “Ninguém sabe o que pode acontecer e, assim, o consumidor evita ter que arcar com prejuízos que poderiam significar o fim da viagem”, alerta Juçara.

Seguir estas dicas continuam sendo recomendadas a fim de um esforço momentâneo por todo um futuro seguro. E, para que você tenha com quem contar para garantir uma viagem em segurança, você já sabe: o melhor seguro viagem do Brasil vai #AoSeuLado! Não perca tempo e cote já.

Artigos relacionados

19.ago.2022
Guia sobre o intercâmbio voluntário: tudo o que precisa saber!

Entrar em contato com culturas diferentes e se desenvolver em outro idioma enquanto ajuda a melhorar a vida do próximo ou de uma comunidade inteira: essas são só algumas vantagens de realizar um intercâmbio voluntário. Além dos benefícios pessoais desse tipo de trip, ter no currículo um intercâmbio pode aumentar as chances de encontrar melhores oportunidades no mundo profissional. […]

Por: Taís Mahalem