Taís Mahalem
Postado dia 20/09/2023
13:11

O que você precisa saber sobre as regras de vacinação para turistas nos Estados Unidos

Bandeira dos Estados Unidos

Vacina para os Estados Unidos: saiba quais são as regras de imunização para entrar no país e as medidas de saúde necessárias para garantir uma viagem tranquila e sem preocupações com a sua saúde.

Para entrar em diversos países é necessário apresentar um comprovante de vacinação contra algumas doenças, principalmente contra a febre amarela. Mas você sabe quais são as regras de vacina para os Estados Unidos?

Durante a pandemia causada pelo coronavírus, o governo americano exigiu que os viajantes apresentassem um comprovante de vacinação contra a Covid-19 para entrarem no país.

Contudo, após o fim da emergência sanitária, os requisitos de vacinação para entrar nessa nação mudaram. Desde maio de 2023, o governo americano encerrou a obrigatoriedade de apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19 para entrar no país.

Continue lendo este texto para saber se é necessário se vacinar contra alguma outra doença para entrar nos Estados Unidos e saiba qual é a importância de se imunizar antes de embarcar em sua viagem. 

Veja também: A importância do seguro viagem: garanta sua segurança e bem-estar durante as viagens

Duas pessoas na frente do metrô de Nova York
Foto de Samson Katt na Pexels

Por que é importante se vacinar antes de viajar?

Mesmo sem haver a obrigação legal de comprovar a imunização, ainda é importante se vacinar contra algumas doenças antes de viajar para qualquer país. Isso porque, dessa forma, você consegue prevenir diversas enfermidades, como hepatite e sarampo. 

Além disso, quem está com a carteira de vacinação atualizada não corre o risco de transmitir uma série de doenças para os habitantes no país de destino.

Outro fator que mostra a importância de se vacinar antes de viajar é que, caso você contraia alguma doença, será necessário procurar auxílio médico ou hospitalar. 

Mesmo que você tenha contratado um seguro viagem para cobrir as suas despesas com saúde, o ideal é evitar ao máximo ficar doente, para poder aproveitar ao máximo a sua viagem. 

Contudo, mesmo se vacinando contra algumas doenças antes de viajar, é importante contratar um seguro viagem que ofereça cobertura médico hospitalar. Isso porque acidentes sempre podem acontecer, por mais cuidadoso que você seja no seu dia a dia.

Além disso, ainda não existem vacinas contra todas as doenças. Por isso, mesmo se imunizando contra algumas enfermidades, você precisa estar preparado para enfrentar outros problemas de saúde que podem surgir na vida de qualquer pessoa, como uma infecção alimentar, por exemplo. 

Quais são as vacinas recomendadas para quem vai viajar para os Estados Unidos?

Embora não seja mais obrigatório apresentar comprovante de vacinação para entrar nos Estados Unidos, é indicado que você se vacine contra algumas doenças antes de sair do Brasil, para não correr o risco de contrair ou de transmitir enfermidades em sua viagem. 

Algumas das vacinas mais recomendadas para quem vai viajar para fora do Brasil são:

  • Hepatite A;
  • Hepatite B;
  • Tríplice viral;
  • Febre Amarela;
  • Gripe.

Contudo, é preciso se programar para tomar esses imunizantes alguns dias antes de viajar. Isso porque a maioria das vacinas leva um tempo para fazer efeito.

A vacina contra a febre amarela, por exemplo, leva até 10 dias para fazer efeito. Portanto, não adianta tomar esse imunizante no dia da sua viagem. 

É possível tomar as vacinas recomendadas para quem vai viajar em um posto de saúde, sem ter que pagar nada por isso, ou em uma clínica particular. 

Quais são as novas recomendações de vacinação para quem vai viajar para os Estados Unidos?

Como mencionado acima, desde maio de 2023, não é obrigatório tomar nenhuma vacina para entrar nos Estados Unidos. Além disso, também não é necessário mostrar nenhum teste atestando que você não está contaminado com o coronavírus. 

Contudo, quem quiser viajar para esse país ainda precisa apresentar um passaporte válido e um visto de entrada para os Estados Unidos. Além disso, é interessante levar alguns comprovantes financeiros para provar que você tem condições de se manter no país durante a sua estadia. 

Como obter informações atualizadas sobre vacinas e requisitos de imunização para o seu destino?

Para obter informações atualizadas sobre os requisitos de vacina para os Estados Unidos e também para outros países, saiba que no site da Anvisa há uma lista simplificada de países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação (CIVP).

Esse certificado é exigido para entrar em diversas nações, como:

  • África do Sul;
  • China;
  • Colômbia;
  • Cuba;
  • Egito;
  • Filipinas;
  • Tailândia.

É obrigatório contratar um seguro viagem para entrar nos Estados Unidos?

Os Estados Unidos é um dos destinos mais procurados do mundo. Seja Nova York, a cidade que nunca dorme, Los Angeles, uma experiência cinematográfica ou a Disney, diversão garantida para toda a sua família. É essencial tomar precauções para aproveitar ao máximo sua viagem. 

O governo não exige que os viajantes contratem um seguro viagem para entrar nos EUA. Mas, lá não existe um sistema de saúde pública. Além disso, os serviços médicos e hospitalares nessa nação são conhecidos por seus custos elevados. 

Portanto, caso você fique doente ou sofra algum acidente nesse país, provavelmente, será necessário desembolsar milhares de dólares para pagar as contas referentes aos serviços de saúde que você utilizou. 

Por isso, é importante e recomendado contratar um seguro viagem antes de viajar, para que você não precise se preocupar com os gastos com saúde, caso você precise de assistência médica hospitalar nos Estados Unidos, ajudando a evitar custos adicionais e manter seu orçamento financeiro em ordem. 

Além da cobertura hospitalar, o seguro viagem ainda oferece mais benefícios para os segurados, como:

  • Ajuda em caso de perda de documentos;
  • Auxílio jurídico;
  • Auxílio por extravio de bagagem;
  • Auxílio em caso de cancelamento da viagem. 
Homem andando de skate em uma rua com árvores
Foto de Budgeron Bach na Pexels

Vale a pena se vacinar antes de viajar para os Estados Unidos?

Manter o cartão fundamental em dia é fundamental para quem quer se prevenir contra uma série de doenças, mesmo que a pessoa não vá viajar para o exterior ou para outro estado brasileiro.

Contudo, quando alguém vai para um destino fora do país, é ainda mais importante verificar se as vacinas estão em dia, para evitar ficar doente no local de destino, e também para não transmitir nenhuma doença para os habitantes daquela nação.

Sendo assim, algumas semanas antes de viajar, verifique se você precisa tomar alguma nova vacina ou uma dose de reforço. Alguns imunizantes só precisam ser tomados uma vez na vida, já outros demandam doses recorrentes. 

Por exemplo, você deve tomar a vacina contra a gripe uma vez por ano. Já a imunização contra o tétano deve ser feita uma vez a cada dez anos. Portanto, verifique a necessidade de atualizar o seu cartão de vacinação antes de viajar. 

Agora que você já conhece as regras de vacina para os Estados Unidos, saiba que, além de se vacinar antes de viajar, também é fundamental contratar um seguro viagem antes de partir para o seu destino. 

Dessa forma você estará protegido contra uma série de doenças, e ainda vai poder contar com uma ajuda especializada caso precise de um tratamento médico ou de um auxílio jurídico.

Sendo assim, confira todas as coberturas oferecidas pela Coris e escolha e escolha o plano de seguro viagem internacional que irá atender melhor às suas necessidades. Assim, você poderá aproveitar sua viagem de forma segura e tranquila! 

Artigos relacionados

28.set.2023
Checklist de documentos para viagem internacional

Documentos para viagem internacional: qual é a documentação exigida para quem vai viajar para fora do Brasil  Viajar para outro país é muito bom, afinal, essa é uma ótima oportunidade de conhecer uma cultura diferente e de ter novas experiências. Contudo, para conseguir entrar em outro país, é necessário providenciar os documentos para viagem internacional. […]

Por: Taís Mahalem