Taís Mahalem
Postado dia 29/12/2022
09:00

Babymoon: o que é e quando fazer?

Homem beijando barriga de grávida durante uma babymoon.

Babymoon é uma viagem realizada pelos casais antes do nascimento do novo membro da família. Ideal para eternizar momentos, criar conexões profundas entre o casal e o bebê, além de aproveitar destinos incríveis!

Babymoon significa lua de bebê, sendo uma variação da palavra inglesa honeymoon, a famosa lua de mel feita pelos recém-casados. 

Só que nesse caso, a lua de bebê é realizada durante o período de gestação, em que os futuros papais e mamães aproveitam os últimos momentos antes do novo membro da família nascer. 

E para realizar uma viagem inesquecível, é preciso seguir alguns cuidados, pois essa é uma fase é muito delicada, tanto para a gestante como para o bebê. 

Para saber mais detalhes sobre a babymoon, como e quando fazer, acompanhe o texto abaixo!

Leia também: 8 motivos para não viajar sem um seguro viagem

O que é babymoon?

Babymoon é uma viagem realizada durante a gestação, em que os casais “grávidos” tiram alguns dias para aproveitar os últimos momentos antes do bebê nascer. 

O nome babymoon tem origem a partir da junção de honeymoon (lua de mel) com a palavra baby. Inclusive, esse tipo de viagem é uma espécie de lua de mel antes do novo membro da família vir ao mundo. 

Por isso, é um momento que deve ser de muito relaxamento e tranquilidade. 

Por que fazer uma babymoon?

Fazer uma babymoon pode ser uma ótima oportunidade para descansar e buscar uma conexão profunda entre bebê e casal. 

Afinal, os meses que antecedem o parto devem ser de preparação mental e física.

E nada melhor do que uma viagem para se preparar para esse momento inesquecível! 

Além disso, após o nascimento do bebê, o tempo e a atenção serão exclusivos para ele durante um longo período. 

Assim, fazer uma babymoon pode ser o momento perfeito para curtir os últimos momentos a “dois”.

Quando realizar babymoon?

Por ser um período muito especial, é necessário tomar alguns cuidados e observar o tempo de gestação para que você faça escolhas com segurança e cuidado.

Além disso, as consultas de pré-natal devem estar em dia e a viagem deve seguir o momento atual da gestante, respeitando seu ritmo. 

Pensando nisso, separamos algumas dicas por trimestre de gestação. Assim, é possível fazer uma babymoon sem maiores preocupações. 

Primeiro trimestre

O primeiro trimestre de gestação é um período muito delicado em que a gestante poderá ter enjoos, oscilações de humor, dores de cabeça e muita sonolência. 

Além disso, o feto ainda está em formação, sendo muito importante redobrar os cuidados para evitar possíveis abortos espontâneos.

Por isso, durante esse período, os obstetras recomendam viagens curtas ou próximas de casa.

Exercícios físicos leves, como caminhada e natação, estão liberados e são ótimos para a saúde. 

Segundo trimestre 

O segundo trimestre é o melhor momento para fazer a sua babymoon, os enjoos serão menores ou inexistentes, além do risco de aborto espontâneo ser muito menor. 

Entre 18 e 24 semanas é o momento ideal e seguro para gestantes realizarem viagens, o humor muda, o apetite aumenta e a gestante se sente mais feliz. 

A barriga ainda está pequena e os deslocamentos ainda podem ser feitos sem grandes dificuldades. 

Você pode viajar para lugares mais distantes e até para o exterior. Porém, sempre respeitando o seu ritmo. 

Terceiro trimestre

Reta final da gestação, cuidados redobrados! Durante esse período, o cansaço aumenta e voltam as oscilações de humor.

No terceiro trimestre, a gestante poderá engordar até meio quilo por semana e a falta de ar pode ser algo comum, a barriga estará maior e o deslocamento poderá ser mais dificultoso. 

Dessa forma, o ideal é que as viagens sejam mais curtas, dentro da própria cidade. E o melhor é que sejam realizadas de carro, para que a volta seja mais prática, proporcionando conforto para a futura mamãe.

Entre as 27 e 30 semanas você pode realizar viagens, porém a partir da 35ª semana é hora de descansar, pois o bebê começará a pressionar os seus órgãos, causando falta de ar e dificuldades para dormir, além do início das famosas contrações de treinamento. 

Leia também: Por que alguns países exigem que seus turistas tenham seguro?

Qual a melhor forma de viajar? 

Você pode viajar de avião, carro e até de navio, mas sempre respeitando o seu momento e seguindo todas as recomendações médicas. 

Viajar de avião 

Para gestantes que viajam de avião, as companhias aéreas possuem regras específicas para esse público, visando prezar pela segurança e saúde. 

Por isso, verifique quais são esses requisitos antes de comprar as suas passagens. 

Geralmente, empresas aéreas como Latam e Azul, permitem que a gestante viaje até a 27ª semana de gestação. 

Após esse período, o embarque só é permitido a partir da apresentação de um atestado médico. 

Já a empresa aérea Gol, exige uma declaração de responsabilidade a partir da 28ª semana de gestação, o atestado médico é exigido entre 36 e 37 semanas. 

É importante que durante o voo você faça algumas caminhadas pela aeronave, para circular o sangue pelas pernas e evitar a trombose.

O ideal é que o seu assento seja próximo da asa e do corredor. 

Viajar de carro

Para gestantes que dirigem, o ideal é que a partir da 36ª semana a condução seja feita por uma outra pessoa, tanto nas estradas como na cidade. 

O cinto de segurança deve ser colocado abaixo da barriga e as paradas devem ser feitas a cada uma hora para a gestante esticar as pernas, fazer uma simples caminhada, ir ao banheiro e se alimentar. 

Isso ajuda a evitar câimbras e o mal-estar. 

Viajar de navio 

Você pode viajar de navio até a 24ª semana de gestação. Após esse período, as próprias empresas de cruzeiro proíbem o embarque. 

Durante a viagem de navio, os enjoos são comuns e para quem está grávida a tendência é aumentar. 

Considere pedir uma receita médica para remédios de enjoo para que a sua viagem não seja um completo desastre. 

Como planejar uma babymoon?

Após organizar tudo com o seu médico, desde os cuidados necessários e os remédios que podem ser necessários, é hora de planejar a sua babymoon. 

Primeiro, você deve entender quais são os motivos para fazer essa viagem, que podem ser variados: descansar, curtir um lugar romântico, fazer enxoval, montar um álbum de fotos, entre outros. 

Para te ajudar, separamos algumas dicas. 

Comece pelos objetivos

Defina o que você quer realizar durante essa viagem, se é tranquilidade, agito ou compras. 

Dessa forma você conseguirá escolher o destino com maior facilidade. 

Vale a pena pensar isso em casal, afinal, esse é o último momento a sós que vocês terão por um tempo. 

Faça uma lista com as suas necessidades e desejos 

Após entender e definir os objetivos da sua babymoon, faça uma lista com as coisas que você quer realizar durante essa viagem e quais serão suas principais necessidades.

Por exemplo: 

  1. Qual será o meio de transporte ideal para mim? Carro? Avião?
  2. Para onde iremos? Praia? Campo? 
  3. Como será a alimentação?

Escolha o destino 

Escolha o destino com base nos seus objetivos e nas suas necessidades.

Faça uma pesquisa apurada sobre os principais destinos de viagem e depois filtre o que mais se encaixa na sua realidade. 

Pesquise por hospedagens aconchegantes, que ofereçam segurança e amparo necessário caso ocorra alguma situação inesperada. 

Se preferir, contrate uma agência de viagem, que ficará responsável por organizar tudo para você.

Não esqueça de contratar o seguro viagem, tanto para viagens nacionais como internacionais. 

Afinal, não sabemos quando algum imprevisto de saúde pode acontecer, principalmente durante a gestação. 

Leia também: Qual é o melhor seguro viagem para gestante? Saiba decidir

Dicas para uma babymoon tranquila

Agora que você já sabe como planejar uma babymoon, conheça outras dicas para ter uma viagem tranquila e segura. 

  • Esteja com o pré-natal e com todos os seus exames em dia;
  • Fale com o seu médico antes de viajar e siga as orientações recomendadas pelo profissional;
  • Se possível, evite viajar durante o primeiro trimestre;
  • Se hidrate sempre;
  • Em viagens longas, não deixe de alongar as pernas.

Seguindo essas recomendações você terá uma viagem tranquila e segura.

Leia também: Por que contratar um seguro para viagens curtas?

 Importância do seguro viagem em uma babymoon

O seguro viagem é um item essencial em qualquer circunstância, principalmente em uma babymoon. Afinal, imprevistos podem acontecer e você precisa resguardar a sua saúde e a do seu bebê.

Não deixe de garantir o seu bem estar em qualquer viagem, tanto nacional como internacional. Por isso, procure um seguro que cubra diversas despesas.

Agora que você já sabe como fazer uma babymoon, é hora de se planejar para uma viagem inesquecível.

Não deixe de contratar o seguro viagem com a Coris! Oferecemos diversas opções de seguro conforme a sua necessidade, cobrindo tanto destinos internacionais, como nacionais. Confira!

Artigos relacionados

22.set.2023
Seguro viagem para a Grécia: aproveite a sua viagem ao paraíso na Terra

Viajar para a Grécia é uma experiência inesquecível, repleta de história, praias deslumbrantes e culinária única. No entanto, antes de embarcar nessa aventura, é essencial tomar medidas para garantir a segurança. Contratar um seguro viagem é fundamental para cobrir imprevistos médicos ou emergências durante sua jornada helênica. A Grécia, com sua rica herança histórica, paisagens […]

Por: Taís Mahalem