Taís Mahalem
Postado dia 12/01/2023
13:57

Check-up médico: quais exames fazer antes de viajar para outro país

Médica e paciente em consulta médica.

Realizar um check-up médico antes de viajar é uma prática que precisa ser levada mais a sério por todos que pensam em passar longos períodos longe de casa. Seja por razões de trabalho ou lazer. Confira algumas de nossas dicas!

Quando você começa a planejar uma viagem, muito provavelmente lista como prioridade as tarefas de: fazer a mala, separar produtos de higiene pessoal, checar documentos, passagens aéreas e hospedagem. Mas como fica o check-up médico antes de viajar?

Sim, check-up médico! Tão importante quanto todos os itens mencionados acima, estar em dia com a própria saúde é fundamental para evitar imprevistos desagradáveis pelo caminho.

As visitas regulares ao médico é algo que deve fazer parte da rotina de todos nós, independentemente se temos ou não uma viagem marcada.

Porém, quando uma pessoa está planejando passar dias longe de casa, tal missão se faz ainda mais necessária, uma vez que é sempre preferível se antever e, assim, garantir que a saúde está 100%.

Lembre-se que não sentir nenhum tipo de sintoma ou incômodo não é sinônimo de que tudo está bem. Infelizmente, muitos males – como a hipertensão – são silenciosos e só aparecem em situações adversas, quando saímos da nossa rotina.

Por isso, confira como fazer um check-up médico antes de viajar, qual médico é o mais indicado e quais exames são necessários realizar.

Leia também: Como escolher o seguro viagem para a melhor idade

Por que fazer exames antes de viajar?

Algumas pessoas têm a ideia de que não ir ao médico com certa regularidade é uma maneira de não “atrair” doenças ou que por ter um histórico de saúde saudável, o check-up preventivo é perda de tempo.

Não é bem assim, afinal, a prevenção é sempre o melhor caminho para manter os cuidados pessoais em dia.

Sair da nossa zona de conforto, como acontece quando estamos prestes a passar algum período longe de casa, sempre acaba gerando ansiedade e ficamos mais em alerta.

Só isso já é um sinal para que todo o funcionamento do nosso organismo entre em um certo descompasso. Além disso, fora da rotina habitual, passamos a não ter hora certa para comer, dormir, podemos consumir um pouco mais de álcool e andamos mais.

A excitação por estar em uma cidade ou país diferente acaba fazendo com que a maioria das pessoas não perceba alguns sinais de alerta que o corpo envia. E aí é que mora o perigo.

Se você não sabe como está a sua saúde, se não faz nenhum tipo de tratamento ou controle para normalizar taxas de glicemia e colesterol, por exemplo, um simples sanduíche ou uma sobremesa açucarada pode resultar em uma ida ao Pronto Socorro local.

Mas toda vez que eu for viajar, preciso fazer check-up? Não necessariamente, se você não faz acompanhamento clínico para tratar ou estabilizar nenhuma doença e já realizou seu check-up anual, então, não é necessário repetir várias vezes os mesmos exames.

Lembrando que exames clínicos laboratoriais, em média, tem validade de 3 meses. Pessoas acima de 60 anos precisam atualizar tais resultados 2 vezes ao ano (a cada 6 meses).

Qual médico procurar para check-up geral?

Para pessoas adultas e sem histórico médico que implique em monitoramento por parte de um médico especialista, o mais recomendável é realizar o check-up com um clínico geral. No entanto, podemos incluir, também, os seguintes profissionais:

  • Geriatra: a partir dos 60 anos, o geriatra é o profissional indicado para acompanhar a saúde de uma pessoa. Alguns planos de saúde orientam a busca por esses profissionais a partir dos 50 anos;
  • Ginecologista: mulheres a partir da primeira menstruação precisam ir ao ginecologista anualmente para check-ups preventivos. Muitos desses profissionais já solicitam em suas consultas exames completos que podem substituir a ida ao clínico geral;
  • Pediatra: crianças e adolescentes devem frequentar regularmente o médico pediatra. Ele irá ser responsável por realizar todos os exames clínicos laboratoriais, de imagem e até alguns específicos para atestar o bom desenvolvimento infantil;
  • Urologista: homens a partir dos 40 anos devem procurar um urologista para exames de rotina anual, especialmente para poderem se prevenir contra o câncer de próstata – aqueles que possuem histórico familiar da doença, devem buscar por um profissional a partir dos 35 anos. 

Caso o acompanhamento anual regular esteja em dia, mas já faz muitos meses desde o seu encontro com seu médico de confiança, então, antes de viajar, refaça o check-up com um clínico geral. 

Outro médico que pode ser incluído na rotina de cuidados e durante um check-up mais detalhado, é o cardiologista – a partir dos 35 anos.

Como pedir um check-up para o médico?

Para solicitar um check-up para o médico de sua escolha, não é preciso de um motivo específico como um mal-estar ou mesmo a recomendação de outro profissional.

Basta agendar uma consulta com um clínico de sua confiança e informar que deseja realizar um check-up completo preventivo de rotina.

O profissional deverá fazer algumas perguntas básicas sobre sua saúde e histórico familiar e na sequência fazer a solicitação de exames.

Depois que estiver com todos os exames feitos e com os resultados em mãos, é fundamental marcar o retorno para que o profissional possa ver os resultados e, caso necessário, recomendar algum protocolo a ser seguido.

E se der alguma alteração nos exames? Caso surja algo fora do normal nos exames, o próprio clínico geral pode recomendar algum medicamento, terapia ou até mesmo que você busque por um especialista para acompanhamento ou para fazer algum exame mais aprofundado. 

Leia também: Como planejar uma viagem em família: valores, destinos e seguro

Quais são os exames do check-up antes de viajar?

Os exames necessários para um check-up completo antes de viajar incluem: exames laboratoriais, exames de imagem e exames cardiológicos.

Isso seguindo a lógica de nenhuma doença pré-existente específica, que já demande uma rotina de acompanhamento.

Vamos conhecer a lista completa:

  • Exames laboratoriais: urina, fezes e hemograma completo;
  • Exames cardiológicos: eletrocardiograma, ecocardiograma, teste ergométrico e teste de pressão arterial;
  • Exames ginecológicos: mamografia (a partir dos 40 anos), ultrassom transvaginal, papanicolau. Gestantes devem seguir com a rotina do pré-natal e informar ao médico sobre a viagem e realizar exames detalhados, caso necessário;
  • Exames urológicos: toque retal e dosagem de enzima PSA (ambos a partir dos 40 anos).

Leia também: Qual é o melhor seguro viagem para gestante?

Importância do check-up antes de viajar

O check-up anual é sempre importante. Porém, reforçar os cuidados e atenção com a saúde antes de uma viagem de lazer ou negócios é ainda mais importante.

Isso dará ao viajante mais segurança, tranquilidade e bem-estar para aproveitar de maneira plena sua estadia longe de casa.

Além disso, no caso de os exames apontarem alguma doença, você poderá optar por um seguro viagem personalizado e com cobertura adequada.

E, também, com o laudo de um médico atualizado em mãos, é possível viajar com segurança levando medicamentos. Mesmo que não haja a necessidade de prescrição médica para a compra de alguns remédios no Brasil.

Caso vá realizar uma viagem internacional, cheque as regras para a entrada de medicamentos e solicite ao seu médico uma receita que comprove a necessidade do uso do mesmo (em inglês).

Leia também: 5 razões para acionar o seguro viagem durante as férias

Não esqueça o seguro viagem

Mesmo aqueles que desfrutam de boa saúde, sem quaisquer impedimentos ou doenças detectadas em exames, precisam contratar um seguro viagem.

Seja uma viagem internacional ou regional, o seguro viagem se faz necessário para cobrir imprevistos que, infelizmente, às vezes acontecem, principalmente em famílias com crianças ou idosos.

Uma dor de cabeça persistente, uma reação alérgica a determinado tempero, uma queda que culmina na torção do tornozelo, uma dor de dente e por aí vai.

Por esses e outros motivos, saber escolher o seguro viagem adequado é fundamental. Na hora de decidir, preze por empresas que fornecem coberturas para doenças preexistentes, como a Coris.

Ainda, na hora de fazer as malas, não esqueça a receita e os remédios de uso contínuo. Caso esqueça, será necessário fazer uma consulta eletiva particular, a qual o seguro viagem não cobre, uma vez que ele serve para consultas de urgência e emergência. 

Como vimos, realizar o check-up médico para viagem é uma medida de autocuidado e de segurança que todo viajante precisa priorizar e colocar na agenda de afazeres.

Com os exames e a saúde em dia e fazendo a escolha certa do seguro viagem mais adequado para o seu perfil, sua viagem tem tudo para acontecer tranquilamente.

Que tal conhecer o rol de opções de Seguros Viagem Coris? Encontre o plano que mais combina com as suas necessidades, faça seu orçamento e garanta dias de total tranquilidade e segurança em qualquer destino!

Artigos relacionados